Iguape, uma cidade que encanta pela sua beleza e tranquilidade, guarda uma imensa riqueza histórica, cultural e ambiental, iniciada com a colonização do Brasil, no início do século XVI. O conjunto urbano do município é de grande relevância, tombado pelo CONDEPHAT, e o primeiro do Estado de São Paulo a ser protegido pelo IPHAN, tendo seu Centro Histórico tombado como Paisagem Cultural.

A cidade possuí o maior casario colonial preservado do Estado de São Paulo, com diversas casas, igrejas e casarões, localizados em vielas estreitas de paralelepípedos, possibilitando uma imersão ao passado do Brasil e reviver fatos históricos. Está localizada entre marcos geográficos importantes da região, como; Morro da Espia, Canal do Valo Grande e o braço de mar intitulado Mar Pequeno. Encontra-se no local grande diversidade de belezas naturais e culturais; praias, rios, trilhas e comunidades tradicionais caiçaras, quilombolas e indígenas. Iguape abriga em seu território aproximadamente 70% de área natural protegida, incluindo a Estação Ecológica dos Chauás e cerca de 85% da Estação Ecológica Jureia-Itatins.

No calendário de eventos da cidade destacam-se; o ‘Iguape Verão’, que acontece nos meses de janeiro e fevereiro, com grandes artistas nacionais e internacionais, o Carnaval que é considerado o melhor do Litoral Sul de São Paulo, com anos de tradição, a ‘Via Sacra - Encenação da Paixão de Cristo’, que acontece ao vivo com 250 atores locais e conta com grande produção, a festa em Louvor ao Senhor Bom Jesus de Iguape, a segunda maior festa religiosa do estado de São Paulo, e o Festival Katsura Matsuri que comemora a instalação da centenária Colônia Katsura em Iguape.